Sinto, logo escrevo – Presente de Natal

Quando eu era criança o Natal significava reunir a família e passar a noite e o dia brincando com meus primos.

Nem sempre o Natal significou presente, também não lembro de acreditar em Papai Noel. A lembrança que tenho dos Natais da minha infância são todas ligadas a família reunida e a mesa farta.

São lembranças boas, e sempre que chega essa época do ano, tudo me remete a infância, e eu fico me perguntando o motivo – será que o Natal tem um significado maior quando somos crianças, a tal ponto de na fase adulta ele nos levar de volta para a infância? Será que por isso ocorrer, é que o tal “espírito natalino” vem a tona nas pessoas? Porque é inegável o quanto nós ficamos mais amorosos no Natal! Talvez seja a nossa criança interna tomando conta do nosso ser adulto.

Vocês sabem que eu gosto de fazer reflexões sobre a criança que fomos. Também gosto de deixar minha criança vir a tona, então nesse Natal, onde ela naturalmente se faz presente, eu quero falar para você para que deixe sua criança livre vir a tona. Que você sonhe mais, celebre mais e até chore mais! Outro dia li que falar para alguém que ela é infantil deveria ser elogio! E eu concordo, portanto: seja mais infantil! Esse é o meu desejo de Natal para você e para toda a sua família.

E aqui vai uma lembrança minha de um Natal dos anos 80. Eu sou a paquita com chapéu de Papai Noel – pois eu nunca quis ser uma coisa só! E da esquerda para a direita esta meu irmão mais velho, minha melhor amiga da infância e a minha prima, que faz aniversário no Natal e por isso também eu sempre amei o Natal! ❤️

Feliz Natal, amiguinhos!

1 comentário

Sou muito grata por seu comentário, é importante pra mim.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.