Como usar a Capuchinha e aproveitar suas propriedades medicinais

Como usar a Capuchinha e aproveitar suas propriedades medicinais

Olá pessoas bonitas,  espero que estejam todos bem, eu particularmente  acho impossível que alguém não esteja bem com a primavera chegando! E se você não está bem, ou ainda não curtiu, ou sentiu que a primavera chegou é por que está totalmente no automático, então sugiro que saia de casa, dê uma voltinha (mas só depois de ler COMO USAR A CAPUCHINHA E APROVEITAR PROPRIEDADES MEDICINAIS), sinta o calor delicioso do sol de primavera, observe a beleza das flores, sinta o perfume da primavera e me responda:

Tem como não ficar bem na primavera? Me responda depois de experimentar a receita que vou dar para vocês!

Eu já estava com saudades de escrever aqui sabia? É tanta coisa que tem pra fazer nos bastidores de um blog pessoas, ainda mais de um blog novo, vocês nem imaginam! Euzinha louca pra escrever, com mil rascunhos começados, inclusive este de como usar a capuchinha que estava na fila, e cadê o tempo?  E sabe o por quê?

Porque eu sou hiperativa, sou dessas que gosta de fazer mil coisas mesmo, estudar, trabalhar, iniciar novos projetos, não paro! Mas o mais importante, eu não queria de jeito nenhum perder a oportunidade de fazer um post dando boas vindas à primavera, além disso eu pilhei todos os autores do blog pra escrever alguma coisa, porque afinal, a primavera inspira né gente!

Porque para mim ela é de longe a estação mais bonita e a minha preferida, o sol é quente, mas nem tanto, e tem as flores que amooooo! Amo tanto que até como. Isso mesmo, hoje é moda, mas há muito tempo que planto flores em meu jardim, e uso flores comestíveis em meus pratos e você vai saber logo mais o por que de eu ter escolhido a capuchinha.

QUANDO COMECEI  A ESCREVER ESTE POST?

Comecei a escrever este post na madrugada de sexta-feira para sábado, virei a noite, isso mesmo, era 4:56 da manhã , e  por aqui só eu e um galo do vizinho que teimava em me lembrar que eu ainda não havia dormido  e que em breve deveria estar na rua… rs, porque tinha um evento que começaria as 6:30 da manhã,  confesso que senti um pouco de raiva deste galo, nunca o vi, mas às vezes… Só às vezes eu tenho muita raiva dele.

Quem me conhece sabe como falo, e se eu não me cuidar cada post meu vai virar um livro, um romance sobre como usar a capuchinha ,kkk, portanto vou ser objetiva até porque as coisas bonitas que eu gostaria de escrever a Nicole Begot e a Fernanda Matos, que sabem dançar um lindo balé com as palavras, já escreveram,  além disso dicas de como cuidar do corpinho na primavera para se preparar para o verão que logo vem ai, a Sarah Simoni já fez lá no #NutriAjuda.

Então cheguei à conclusão de que a melhor dica que posso dar é: procurem consumir aquilo que de melhor a época traz. A estação nos presenteia com o florescimento de diversas espécies de plantas e frutos e torna nossos jardins e pratos mais coloridos. E o mais importante a primavera é um período de grande variedade de flores, frutas e legumes, e com tanta fartura os preços tendem a ficar mais baixos.

RETOMANDO O TEXTO NO SÁBADO A NOITE! rs

Cheguei a conclusão de que vou aproveitar o gancho da primavera e do post da Sarah que tem uma receita de Canapé Low Carb com a folha da capuchinha,  escrever pra vocês o que acho de mais importante, sobre como usar a capuchinha e aproveitar as suas propriedades medicinais, e além disso, vou deixar também no final deste post mais uma receita deliciosa de bruschetta vegana. 

como usar a capuchinha - post blog MaryWellness
Capuchinha – Tropaeolum majus

CONHEÇA A CAPUCHINHA :

CAPUCHINHA: NOME CIENTÍFICO: (Tropaeolum majus) NOMES POPULARES: Capuchinha, Chaguinha, Chagas, Papagaios, Flor-de-Sangue, Agrião-do-México, Flor-de-Chagas, Espora-de-Galo e Agrião-Grande-do-Peru.

Com certeza você já deve ter ouvido falar que a capuchinha é uma flor comestível, pois é das mais tradicionais, há muito tempo que ela reina linda nos pratos, mas o mais importante e que  difere a capuchinha de outras flores comestíveis é que você pode comer tudoooooo, não só a flor. Tudo mesmo, flor, folha, talo botões e sementes, além disso esta maravilha da natureza ainda tem propriedades medicinais.

CAPUCHINHA SUAS PROPRIEDADES MEDICINAIS:

A Capuchinha é rica em luteína, carotenoide associado à prevenção de problemas oftalmológicos como a catarata e a degeneração macular principais causas de cegueira entre pessoas com mais de 55 anos, a presença de compostos sulfurados ajuda no processo detox do organismo e na prevenção do câncer. Ótima fonte de nutrição para a pele, devido às propriedades antissépticas pode ser utilizada na limpeza de pele e dos olhos, no tratamento de eczemas, psoríases, outras afecções cutâneas e também para desinfetar e cicatrizar.

Também se destacam propriedades medicinais da Capuchinha, como: antiespasmódica, antiescorbútica, antibiótico natural e expectorante. Suas folhas contêm grande quantidade de vitamina C abrem o apetite, facilitam a digestão e são calmantes. Tem potencial antioxidante, anti-inflamatório e hipotensor. É diurética e antisséptica das vias urinárias. Fortalece o couro cabeludo, prevenindo a queda. Atua como antiagregante plaquetário. É um alimento muito poderoso e rico em carotenoides.

CAROTENOIDES: 

Você pode encontrar os carotenoides amplamente distribuídos na natureza, são pigmentos responsáveis pelas cores laranja, amarela e vermelha das frutas, verduras, flores, alguns peixes e pássaros, bactérias, algas, fungos e leveduras. Embora não haja uma recomendação “formal” quanto à quantidade a ser consumida, alguns estudos apontam que a ingestão “prudente” dessas substâncias auxilia no fortalecimento do sistema imunológico e na redução de doenças degenerativas, como as do coração, da visão e certos tipos de câncer. Existem pesquisas que apontam que cinco porções de frutas e verduras ao dia seriam adequadas para proporcionar ganhos à saúde.

OUTRAS INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS DA CAPUCHINHA:

A capuchinha auxilia no tratamento de afecções pulmonares. O suco é expectorante. POSOLOGIA: Para fumantes: planta fresca: ingerir uma porção (50g) 2x ao dia.

CONSTITUINTES QUÍMICOS DA CAPUCHINHA:

A capuchinha é Rica em vitamina C, antocianina, carotenoides, glucosinolatos (gluco tropaeolina, sinalbina), triterpenos tetracíclicos (cucurbitacinas), açúcares (glicose, pectina, frutose), antocianinas (pelargoninas), ácidos graxos (ácidos erúcico, oleico linoleico), glicosídeos cianogênicos (benzil-isotiocianatos) e flavonoides (isoquercitrosídeo, derivados da quercicetina e do campferol). E agora vamos ao mais importante COMO USAR A CAPUCHINHA E APROVEITAR ESSAS PROPRIEDADES MEDICINAIS.

COMO USAR A CAPUCHINHA

como usar a capuchinha post do blog MaryWellness
folha da Capuchinha

AS FOLHAS DA CAPUCHINHA:

·         Folhas tem um sabor que lembra agrião, são bem picantes, e podem ser usadas em saladas, omeletes, tapiocas, como base de canapés, charutos, fritadas, quiches etc.

como usar a capuchinha post do blog marywellness
flor da capuchinha amarela

AS FLORES DA CAPUCHINHA:

·         Flores ficam melhores em preparos frios (até para preservar sua cor, textura e beleza), e podem ser utilizadas em saladas, sobremesas como gelatinas, finalização de bolos, geleias,  coquetéis, canapés ou para decorar quaisquer tipos de pratos; além disso existe uma receita típica turca onde se esmagam as folhas e flores até se obter uma pasta que é misturada à manteiga e servida com pão.

QUAL O SABOR DA CAPUCHINHA?

A capuchinha tem um sabor característico levemente picante, lembra um pouco mostarda com um toque adocicado e são bem perfumadas, quando se chega bem próximo ao talo o picante se intensifica lembrando sabor do Wassabi. As mais jovens costumam ser melhores para comer, enquanto as maiores são melhores para enfeitar ou serem rasgadas, picadas ou amassadas.

como usar a capuchinha - botões e sementes da capuchinha
botões e sementes secas da capuchinha

BOTÕES E SEMENTES DA CAPUCHINHA:

·    Botões florais servem para conserva em vinagre (como picles). Utilize as vagens (verdes) com sementes como substitutas para as alcaparras. Ótima para molhos, peixes, pizzas e saladas.

·         Suas sementes maduras podem ser tostadas e moídas, substituindo a pimenta-do-reino.

CONTRAINDICAÇÕES AO USO DA CAPUCHINHA:

Evitar seu uso em pessoas com úlceras gastrointestinais. Não administrar em crianças pequenas nem em pacientes com hipotireoidismo, em alguns casos pode causar dermatite de contato. Evitar o uso excessivo durante a gravidez e lactação.

ONDE COMPRAR CAPUCHINHAS:

Não inventa de comprar flor na floricultura pra comer hein!  Elas devem ser cultivadas com este propósito,  sem uso de pesticidas e outros químicos para que possam ser ingeridas, é melhor você seguir as dicas da Naty Guerrero aqui no blog e cultivar as suas próprias ou comprar de um fornecedor de confiança.

E para você que não experimentou ainda,  vou deixar abaixo uma receita vegana de brusqueta com maionese de couve-flor e capuchinha, porque você merece experimentar essa delicia de PANC (planta comestível não convencional) que é linda e muito saudável, e além disso tem pouquíssimas calorias. Se você quiser fazer a versão Low Carb desta receita, troque o pão por uma folha de capuchinha, faça um charutinho com ela e decore com as pétalas.  Bom apetite!

Receita de bruschetta com maionese vegana de couve-flor e capuchinha:

1 couve-flor pequena

50 ml de óleo de sua preferencia

30 ml de azeite extra virgem

1 colher de sopa de suco de limão

1 dente de alho pequeno (sem o miolinho)

Sal à gosto

Pimenta à gosto

Como fazer:

O primeiro passo é cozinhar bem a couve-flor. Quando a couve-flor estiver bem macia é só remover a água do cozimento e colocar a couve-flor cozida e todos os demais ingredientes em no liquidificador. Eu gosto de reservar alguns pedacinhos e picar bem miudinhos pra dar uma textura na bruschetta, junto estes depois da maionese pronta e corrijo o tempero.

Para montar, bastar colocar uma quantidade de maionese sobre a fatia do pão, e decorar com cebola roxa (dica tempere a cebola roxa com sal, azeite e limão), os talos da capuchinha picados, cebolinha verde picada fininha, 1 flor e 1 folha de capuchinha.

Você vai amar o sabor, muito exótico.

E vocês já usaram a capuchinha? Contem-me,  como usaram, qual a parte dela e se gostaram, vou adorar saber! AH se você chegou ate aqui, vou te contar que só consegui finalizar este texto no domingo à noite e morta de sono, rs.

Um super beijo, e até o próximo post; ♥

M∑

*Consulte sempre um médico antes de fazer uso de quaisquer plantas ou ervas com propriedades medicinais.

FONTES:

http://hortas.info/como-plantar-capuchinha

http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/capuchinha.html#.VkOthPmrTIU

KINUPP, V.F.; LORENZI, H. Plantas Alimentícias Não-Convencionais (PANC) no Brasil: guia de identificação, aspectos nutricionais e receitas ilustradas. Nova Odessa: Ed. Plantarum, 768p. 2014

http://receitasnarede.com/receita/flores-comestiveis-2/

https://www.tiaxica.com/flor-de-capuchinha/

Sementes de Capuchinha em Conserva

 

 

Anúncios

6 comentários

Sou muito grata por seu comentário, é importante pra mim.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.